Vinte e sete

Ambientação musical para o devaneio de hoje. Essa música, regravada pelos Raimundos em 2000, figurava de trilha sonora para o reality-show 20 e poucos anos, da [finada] MTV Brasil. O original é de Fábio Jr., eterno galã de novelas e pai do Fiuk. Apreciem com moderação.

Aos 27 anos, em 1906, Albert Einstein já havia publicado quatro trabalhos seminais, um ano antes, sobre efeito fotoelétrico (que lhe renderia, quinze anos mais tarde, o prêmio Nobel de física), movimento browniano, eletrodinâmica de corpos em movimento (conhecida como relatividade restrita) e equivalência entre massa e energia. Forneceu contribuições importantíssimas no desenvolvimento da física contemporânea, estabelecendo um novo paradigma para a ciência. Era notavelmente um razoável violinista e, talvez, um pai ausente.

Aos 27 anos, em 1970, Jimi Hendrix era um fenômeno mundial e um ícone da música jovem. Seu estilo de tocar guitarra aliava a clareza do blues à barulheira microfonada dos grandes espetáculos. Não surpreendentemente, sua apresentação no Festival Woodstock, um ano antes, até hoje é lembrada com saudosismo como um marco na história do rock. E não temos como esquecer sua guitarra quente no Festival de Monterey, em 1967 — uma resposta, segundo dizem, à atuação eletrizante de Pete Townsend, guitarrista do The Who. Morreu em Londres, provavelmente de overdose.

Aos 27 anos, em 1917, Lawrence Bragg comemorava o posto de mais novo laureado com um Nobel de Física até então, feito obtido dois anos antes, por seus trabalhos com cristalografia através de raios-x, junto de seu pai, Sir William Henry Bragg. Continua defendendo este cinturão e possivelmente será o eterno prodígio, tendo em vista que a média de idade dos premiados só tem aumentado de uns anos pra cá.

Aos 27 anos, em 1994, Kurt Cobain tinha virado a mídia musical para uma direção completamente nova. Encerrava-se a Era disco dos anos 80 e, como diziam os entusiastas, o rock estava vivo de novo. Não rebaterei essas informações. O Nirvana era, inevitavelmente, o símbolo máximo da juventude e Kurt, seu messias. Foi encontrado morto em sua casa, vítima de um tiro disparado por si mesmo.

Aos 27 anos, em 1928, Werner Heisenberg já havia publicado seus trabalhos sobre mecânica matricial e princípio da incerteza, bases fundamentais da física quântica, tornando-se um dos precursores deste ramo em ascensão. Quatro anos mais tarde, em 1932, obteve o Nobel de física, pela criação da mecânica quântica. E, oitenta anos depois, emprestou seu nome como pseudônimo a Walter White — que não se pode considerar, talvez, um pai ausente.

Aos 27 anos, em 2011, Amy Winehouse havia gravado “apenas” dois álbuns de estúdio, conquistando com eles cinco Grammys. Sua voz característica, de peculiares influências jazzísticas, conquistaram o mundo musical, a cultura pop e a juventude. Além da performance nos palcos, sua vida era também performática para a imprensa. Morreu em sua casa, provavelmente de overdose.

Aos 27 anos, em 2014, Pedro Bittencourt é professor de matemática e física. Não sabe o que fará no mês que vem, tampouco num intervalo de tempo posterior. Adotou uma gata preta recentemente, cujas unhas de navalha estão a lhe marcar em vários pontos do corpo e cujo horário biológico, ainda defasado, lhe impede de dormir todas as noites de forma completa. Não sabe que nome lhe dar e isto não lhe incomoda nem um pouco. Nunca ganhou um prêmio Nobel, nunca ganhará e isto também não é importante.